Àquele que tiver fé como um grão de mostarda, a ele tudo será possível”, retratam bem esta associação de motivação humana, fé e natureza. Esta é talvez a mais notável parábola dita por Jesus Cristo, a mais de dois mil anos, para motivar pessoas que escutavam a sua “palestra”.

Imaginem o tamanho diminuto de um grão de mostarda negra comparado com uma semente de beterraba. Esta é cerca de cem vezes maior em volume e peso, no entanto, quando se manifesta, ou seja, germina, nasce e cresce se apresenta uma planta bem menor que a mostarda negra. Isto demonstra que o que conta é a essência e não a aparência. Escondemos dentro de nós muito mais força e potencial do que imaginamos. Nossas frustrações e desânimos podem estar escondendo o poço de potencialidades que somos.
A Agrosofia – filosofia motivacional inspirada no sistema agronatural, onde relacionamos os sonhos e projetos de vida das pessoas com o comportamento das plantas. Baseamos-nos, inicialmente, no conhecimento científico e na sabedoria popular sobre o comportamento das espécies vegetais no ambiente. Esta ideia é muito antiga, porém, ainda não explorada. Com as mudanças climáticas e o aquecimento global, fruto principalmente da maneira agressiva com que nos relacionamos com a terra, repensar as nossas motivações tornou-se fundamental e urgente.

Com a agrosofia (neologismo formado com o sufixo de agricultura e o sufixo de filosofia, quer dizer amor ao saber com base nas forças do agro) procuramos fazer a reconexão entre o ser humano e a natureza, a partir do comportamento dos vegetais, sem ser “ecochato” ou “biodesagradável”, mas com uma visão nova, pois “enquanto houver seiva, haverá sangue”.
O que imaginamos é uma motivação sustentável. Isto vai das folhas (o que mais aparece em nós) até às raízes (o mais profundo e escondido que há em cada um).

A Agrosofia vem preencher o espaço entre o ser humano e a natureza e refazer essa conexão. Vai além dos discursos e das ações em favor do meio ambiente e dos tratamentos naturais; é uma nova relação do ser humano com a natureza, que o ensina a viver e empreender melhor, sempre em harmonia com as forças naturais. É uma filosofia inspirada no agro, utilizando-se de ciência e sabedoria, especialmente em tempos de aquecimento global.

Com a motivação baseada na agrosofia (também chamada de motivação agrosófica) procuramos reestruturar a vida, a partir das lições que o agro (cada planta) nos dá em tempos de mudanças climáticas e efeito estufa. Desejamos trazer para as mentes e corações das pessoas a necessidade de sabedoria, coragem, paciência, perseverança, resistência, fé, inovação, enfim, um comportamento que pode ser adaptado para todas as áreas da atividade humana.

Para pensar sobre motivação agrosófica: não deixe de ser competitivo, não deixe de ser produtivo, mas respeite o ser vivo; ou a gente remonta o modo de vida, ou se desmonta; a agrosofia ensina a viver. Se você pode ter um animalzinho de estimação, por que não ter uma plantinha (árvore da felicidade, flor da fortuna, cactos, comigo ninguém pode, etc.). Felicidades e ótimos “motivos para ação” em sua vida.

Mais informações: Palestrante Ainor Francisco Lotério (47)3365-0264 (47)9967-5010
Email: contato@seivadg.com.br | www.ainor.com.br