Ainor Francisco Lotério

H√° muitos anos venho me dedicando √† motiva√ß√£o humana (confira algumas palestras, artigos e temas > Motiva√ß√£o com Ainor Lot√©rio) e¬†nesse contexto gradativamente globalizante, percebi que n√£o √© uma simples inje√ß√£o de √Ęnimo ou dose de energia revigorante. Mas hoje, com a era digital √© poss√≠vel identificar uma cyber constru√ß√£o interior consciente, baseada na ci√™ncia e na intui√ß√£o, uma forte postura humana baseada na busca pelo conhecimento, na intera√ß√£o, no acesso √†s novas tecnologias e interessada em imprimir a qualidade em tudo o que faz (ver tamb√©m >¬†Teorias cient√≠ficas motivacionais).

As novas tecnologias vem provocando¬† profundas mudan√ßas no estilo de vida das pessoas e na forma com que se organizam em grupos. As pessoas s√£o envolvidas pelas ferramentas da era digital, que causam grandes altera√ß√Ķes no comportamento humano, transformando rapidamente a sociedade e impactando a vida das pessoas atrav√©s das tecnologias disruptivas (veja mais >¬†Impacto das tecnologias disruptivas na vida, nos neg√≥cios e na educa√ß√£o). As pessoas precisam estar atentas, preparadas e motivadas para extra√≠rem os benef√≠cios proporcionados pelo mundo digital. Para tanto, se deve lan√ßar m√£o de conhecimentos emp√≠ricos, cient√≠ficos, tecnol√≥gicos e filos√≥ficos.

The Evolution of Man

UM HOMEM NOVO PARA UM TEMPO DE COISAS PREC√ĀRIAS

Traçando uma linha imaginativa do homem (jocosamente considerando as mudanças na sua arquitetura corporal, naquelas imagens postas na internet: Evolução do homem ao computador, aonde, do macaco ao computador ele vai se curvando à tecnologia virtual), hoje, o vemos com os olhos fixos num smarthpone (The Evolution of Man), caminhando desatento aos acontecimentos a sua volta, sem muita certeza de onde está pisando. Caminhando assim, pode esbarrar em alguém que não percebe e não dá atenção ou até sofrer um acidente (confira > Mulher cai em buraco por causa de celular)

A evolução do homem ao computador

 

Vivemos um novo tempo nas rela√ß√Ķes humanas, que alteram as perspectivas da pr√≥pria vida pessoal e profissional. Cada dia, em velocidade ansiosa, mais e mais tecnologias chegam at√© n√≥s fazendo acelerar o nosso cansa√ßo pessoal.

 

Nesses tempos contempor√Ęneos, filhos ensinam pais e pais t√™m muito que repassar aos filhos, pois o mundo 4.0 n√£o chegou aqui voando por cima do 1.0, 2.0, 3.0, mas foi construindo estradas e degraus tecnol√≥gicos.

Em qualquer campo da atuação humana sabe-se que os fundamentos estão no passado, apesar de tudo estar (e/ou parecer) em permanente mudança. Ora, se tudo está em permanente mudança então podemos dizer que tudo é precário ou provisório? Tudo, não! O que é do mundo interior de cada um pode ficar preservado a seu modo e de acordo com seus conhecimentos, crenças e valores. Aí estão os mundos (espaço de cada ciência ou modo de vida) da filosofia, da teologia e da fé.

A motivação 4.0 é a motivação baseada num espírito novo e forte, porém consciente de si e do mundo em mudanças. Ela vem par nos dizer que estão sendo criadas e abertas novas oportunidades. No entanto, cada um deve fazer a sua parte e buscar se capacitar para viver nesse vibrante teatro que está se tornando a vida. Chego a pensar que a ansiedade é bendita para se seguir atualizado em meio a esse cenário.

ESTAMOS TODOS VIVENDO NO MESMO MUNDO DAS INOVA√á√ēES

A mudan√ßa se d√° atrav√©s da quebra de paradigmas (mapas e modelos psicol√≥gicos que usamos para navegar na vida) e das tecnologias disruptivas. Faz pouco tempo que us√°vamos com mais frequ√™ncia a express√£o ‚Äúquebrar paradigmas‚ÄĚ (Quebra de paradigma: um conceito cada vez mais presente nas novas empresas) referindo-nos a um padr√£o ou modelo estabelecido a ser mudado. ¬†

No entanto, nossa vis√£o deveria ser outra: se estamos todos vivendo no mesmo mundo, mercado e sociedade, por que n√£o usarmos as inova√ß√Ķes tecnol√≥gicas para promovermos o di√°logo intergeracional? (acesse di√°logo intergeracional e educa√ß√£o: uma pr√°tica compartilhada)

Essas inova√ß√Ķes tecnol√≥gicas atuais s√£o disruptivas e por isso provocam uma ruptura com os padr√Ķes, modelos ou tecnologias j√° estabelecidos (veja O que √© inova√ß√£o disruptiva). O que elas n√£o podem √© continuar gerando conflito entre gera√ß√Ķes, mas promovendo o di√°logo que contemple o conhecimento de todos.

O que se fazia no modelo 1.0 ainda se faz no 4.0, s√≥ que de uma forma mais r√°pida, democr√°tica e com linguagem aberta e um tanto avassaladora. Como essa linguagem √© mais afeita aos jovens, os mais velhos devem se dispor em aprender com eles. E estes, por sua vez, precisam buscar nos mais velhos as experi√™ncias e fundamentos do passado que deram certo, para tudo o que se faz hoje (Quem n√£o valoriza o passado n√£o ter√° futuro para comparar). Vejamos alguns exemplos: um trator pode ser aut√īmato, mas a terra lavrada por ele no presente pode ser a mesma que o cavalo arou no passado; o rob√ī pode montar o autom√≥vel, mas s√£o pessoas que usufruem dele; uma mensagem pelo zap vai rapid√≠ssima at√© o destinat√°rio, mas nada atinge t√£o profundamente a consci√™ncia humana quanto uma conversa ‚Äúna raiz do nariz‚ÄĚ; h√° outros tantos exemplos imaginativos.

E por falar em imagina√ß√£o, lembro-me do que escreveu Einstein, ‚Äúa imagina√ß√£o √© mais importante que o conhecimento‚ÄĚ. Percebemos nessa frase que a imagina√ß√£o faz parte do processo de constru√ß√£o do conhecimento. No entanto, isso s√≥ √© poss√≠vel para pessoas com mentalidade inovativa. E uma pessoa assim tem uma motiva√ß√£o (ou imagina√ß√£o) bem dirigida par seus resultados, ou seja, est√° sempre realizando algo que ainda n√£o foi pensado e nem praticado.

NASCE A NECESSIDADE DO PENSAR CONECTADO N√ÉO APENAS √ÄS REDES SOCIAIS, MAS √ÄS MOTIVA√á√ēES AMBIENTAIS.

Levantou-se a bandeira ambiental, porém não se fez muito após isso.  Vivemos em rede e a rede de ação humana deve agir mais fortemente para preservar, conservar e recuperar o ambiente, nossa casa comum.

As novas tecnologias apontam para o caminho da unidade, onde tudo pode ser conectado e comunicado em tempo real, de modo que saibamos a todo instante o que é feito em cada canto do mundo.

O que √© pequeno pode ficar grande se mais e mais pessoas desse mundo globalizado entenderem que somos um √ļnico planeta. As novas tecnologias podem e devem motivar a popula√ß√£o planet√°ria a fazer essa obra de maneira conjunta. N√£o h√° outra sa√≠da.

NECESSIDADE DE CONSTANTE ATUALIZAÇÃO DE CONTEÚDOS

A din√Ęmica da internet e de suas m√≠dias sociais exige uma constante revis√£o de conte√ļdos, produtos e servi√ßos, o que s√≥ ocorre com a autobusca e o dinamismo cooperativo na aldeia global.¬†

Devemos mudar nossas atitudes mentais e tecnológicas dentro do lar, no trabalho, na rua, no ar, no mar, infinitamente, em todo e qualquer lugar. Pois não somos mais apenas consumidores, mas comunicadores e avaliadores online.

O agir que propomos deve ser em resposta aos estímulos que as novas tecnologias estão nos dando.

Não nos transformemos em seres reacionários ao novo, mas em agentes motivados para o novo. Façamos amizade com o admirável mundo 4.0, onde a convergência entre as tecnologias da operação e da informação será plena e sempre direcionada para o infinito das coisas.

Hoje, o espa√ßo virtual est√° cada vez mais ‚Äúcheio de gente real‚ÄĚ, pessoas que podem colaborar, cooperar e investir em nossos intentos e projetos.

O tempo de concentração das pessoas está diminuindo. Atitudes multitarefas nos desviam do foco e prejudica atenção ao que fazemos e à pessoas.  Essa mudança de atitude está ligada a evolução nos aparelhos móveis, principalmente tablets e smartphones, mas pode ser evitada por todos nós, especialmente por pais e educadores.

A motivação 4.0 não atinge o indivíduo apenas intelectualmente, mas o contempla em sua inteligência emocional, pois quem está conectado a um meio virtual está interagindo com gente de carne e osso o tempo todo.

Somos pessoas que expressam sentimentos na forma de som, textos e imagens atrav√©s do mundo virtual. E isso se torna mais eficaz quando se procede com uma consci√™ncia interior voltada para o outro.¬†Precisamos considerar que temos em n√≥s naturalmente as potencialidades instaladas, bastando apenas despert√°-las para realiza√ß√Ķes fora de n√≥s!

A motivação 4.0 nos faz ver que todo sistema informatizado, cibernético e automatizado é antes de tudo fruto da inteligência humana.

A meu ver n√£o estamos criando a intelig√™ncia artificial, mas incluindo nas m√°quinas a persona humana (caracter√≠sticas intr√≠nsecas e extr√≠nsecas do ser humano). ¬†Seria a personaliza√ß√£o tecnol√≥gica das m√°quinas, como √© o caso dos rob√īs. Mas h√° d√ļvidas se isso nos deixa mais feliz e as nossas atividades (comerciais, laborais e industriais) mais eficazes e produtivas (veja mais > H√° rob√īs em todos lugar, menos nas estat√≠sticas de produtividade)¬†. Tudo vai depender dos motivos de cada um ao interagir. Nossa motiva√ß√£o racional, portanto, √© fundamental.

ADOTANDO O RACIOC√ćNIO MOTIVADO.

O raciocínio é o exercício da razão pelo qual se procura alcançar o entendimento de atos e fatos do passado, presente e futuro. Com um bom raciocínio formulam-se ideias, elaboram-se juízos e se utiliza também melhor a intuição (quase um sexto sentido).

Motivação 4.0 é uma transformação no modo de pensar, agir, comportar-se, consumir e existir do ser humano num mundo online.  Ai entra o raciocínio motivado: aquele que tem motivo, que causa ou fundamenta uma atitude, fundado em um sonho e justificado em concreto.

Racioc√≠nio motivado tem a pessoa que se comporta com determina√ß√£o e intensidade na dire√ß√£o da sua meta e na busca de resultados. Conceitualmente, o racioc√≠nio motivado engloba as principais inova√ß√Ķes tecnol√≥gicas dos campos de automa√ß√£o, controle e tecnologia da informa√ß√£o, com√©rcio, mercado, agricultura e ind√ļstria (confira Ind√ļstria 4.0), produ√ß√£o de alimentos e desenvolvimento sustent√°vel. Isso porque toda tecnologia, normalmente, √© fruto do pensar ajuizado e dirigido numa rota futurista.

A motiva√ß√£o 4.0 requer de cada cidad√£o constante reciclagem, capacita√ß√£o e coragem para acessar o novo e se manter dentro dele. Num mundo onde estamos (ou podemos) estar conectados com quem desejarmos, a import√Ęncia do desenvolvimento de outras compet√™ncias requer o conhecimento de estrat√©gias motivacionais. A motiva√ß√£o consciente √© uma condi√ß√£o prec√≠pua para alcan√ßar nossos objetivos de realiza√ß√£o pessoal e profissional.¬† Sem essa for√ßa motriz que emana do nosso interior e nos ajuda a buscar solu√ß√Ķes e vencer barreiras nosso √™xito √© incerto.

O primeiro passo na direção do sucesso é a força de vontade, aquela energia utilizada para atingir nossas metas. Porém, a motivação 4.0 nos impulsiona no sentido ou outro, justamente por estar no outro a realização das nossas necessidades e objetivos. Até os egoístas necessitam dos outros para exibirem seus bens e feitos.

FASCINADOS PELO QUE √Č IN√ČDITO ENTRAMOS NA MOTIVA√á√ÉO 4.0.

O que ainda não foi publicado é o que se espera que seja publicado.

O ser humano sempre foi fascinado pelo in√©dito, o que pode explicar em parte sua atra√ß√£o pelas tecnologias que lhe conectam ao novo mundo. No entanto, ele n√£o pode se dar ao disparate de acessar qualquer informa√ß√£o sem antes avaliar bem seus efeitos (positivos e/ou nocivos). √Č fundamental que nossas escolhas sejam conscientes, buscando alternativas que n√£o provoquem destrui√ß√£o, escassez ou dor aos outros.

Entra na motiva√ß√£o 4.0 quem consegue olhar para dentro e fazer uma for√ßa consciente para fora. √Č como se ench√™ssemos um bal√£o com o ar inspirado dos pr√≥prios pulm√Ķes, tornando mais leve no mesmo ambiente (murcho ele n√£o se eleva, por√©m cheio se eleva facilmente). Por√©m, sem o ar o bal√£o continua sendo bal√£o, mas n√£o se deslocar na atmosfera. Um bal√£o vazio n√£o encanta crian√ßa alguma. O ar √© a motiva√ß√£o e n√£o custa mais do que o esfor√ßo f√≠sico, h√°bil e inteligente para ench√™-lo, reter o ar e solt√°-lo. Assim √© o sujeito 4.0 motivado: aproveita as novas tecnologias como se fossem um novo ar para inflar suas vidas de sucesso.

Motiva√ß√£o 4.0 tem tudo a ver tamb√©m com inova√ß√£o sustent√°vel, onde as tecnologias modernas s√£o utilizadas em favor da evolu√ß√£o salutar do ser humano. ¬†Por exemplo: uma m√°quina agr√≠cola ou um rob√ī poderem ser programadas para se autoligarem e iniciarem os trabalhos sozinhas. Todavia foi o homem motivado pelo novo que a programou primeiro.

A MENTE MOTIVADA E OS BENEF√ćCIOS DA MODERNIDADE.

Motiva√ß√£o 4.0 tem a ver n√£o s√≥ com teorias ou est√≠mulos, mas com os motivos para a a√ß√£o que cada um tem em seu interior, baseado nos benef√≠cios que a modernidade tecnol√≥gica pode nos proporcionar: quando chego antes do meu corpo ao produto que desejo, posso acessar facilmente uma loja virtual; realizo uma reuni√£o ou confer√™ncia virtual a longa dist√Ęncia, economizando tempo e dinheiro e n√£o corro risco de um acidente de tr√Ęnsito.

Isso é um processo racional em favor do que pensamos antes e queremos depois.  Motivação 4.0 é uma motivação ligada aos benefícios que as novas tecnologias podem nos proporcionar, como:  falar mais rapidamente com quem desejamos, adquirir produtos mais baratos longe da nossa casa, novos medicamentos e procedimentos da medicina, produtos diversos na agricultura, sensores de defesa e proteção de residências, aplicativos, etc, etc.

A motivação 4.0 tende para um lado que a principio me parece mágico e místico. Coisas que na fé se enquadram como um espírito que empreende mesmo sem se poder vê-lo. Assim como as coisas do espírito, as tecnologias digitais me parecem coisas um tanto irracionais para quem não as estudou. Precisamos de entendimento e grandeza de alma para compreendê-las e usá-las, especialmente nós que temos uma certidão de nascimento mais antiga.

Evidentemente que n√£o existem s√≥ benef√≠cios e que devemos estar atentos aos malef√≠cios (veja tamb√©m Benef√≠cios e malef√≠cios da tecnologia) . E todos eles s√£o facilmente encontrados na mesma rede tecnol√≥gica, a qual nos oferece, mas tamb√©m nos alerta, apesar das ‚Äúemboscadas virtuais‚ÄĚ que costumam nos dar.

MOTIVAÇÃO 4.0 NÃO MUDA O PASSADO E NEM GARANTE O FUTURO.

Vivemos numa era em que as postagens da linha do tempo têm força de currículo até em nossa vida profissional. Nossas noticias notabilizam ou nos denigrem. Não percebemos, porém silenciosamente podem nos analisar nos processos de recrutamento e seleção, também pelo que manifestamos pelas redes sociais.

A nova tecnologia não muda a história velha e nem garante o futuro mesmo do mais visionário dos seres humanos. Chego a pensar que quando mais estamos num mundo em permanente evolução e mudanças, menos certeza temos para onde vamos.

Todo passado acaba emprestando sua experi√™ncia para o que √© inovado. Dentro de todo o proceder 4.0 est√£o os modos 1.0, 2.0 e 3.0.¬† O seu destino final pode terminar na satura√ß√£o tecnol√≥gica ou na solu√ß√£o ‚Äúquase eterna‚ÄĚ dos nossos problemas.

Motivação 4.0 é o poder da consciência interior e dos motivos humanos, expresso nas tecnologias que facilitam nossa vida e nos conectam. Mas para isso é necessário que estejamos preparados e motivados a fazer o que é certo.

Mentalidades de 1.0 a 4.0 podem persistir no mesmo c√©rebro.¬† N√£o seguimos em pelot√Ķes separados por nota, de 1.0 a 4.0, mas estamos na mesma sociedade e mercado de infinitas possibilidades.¬†

A CONSCI√äNCIA INTERIOR E O ESP√ćRITO MOTIVADO.

Nada escapa ao subconsciente humano como um imenso computador biol√≥gico, formado por uma rede de bilh√Ķes de neur√īnios. ¬†

Nossa cabeça pode se apresentar sempre nova se desenvolvermos o pensamento jovem.

Não há espírito velho e nem espírito novo. Há sim pessoas que desenvolvem a consciência interior quase como se fosse um sexto sentido. O que há são corpos velhos e corpos novos, mentalidades ultrapassadas e ultrapassadas. Porém, todas são detentoras de dignidade humana. 

Na abordagem teol√≥gica, o esp√≠rito j√° nasce eterno e ser√° sempre animador, encorajador, enfim, o esp√≠rito santo par√°clito √© aquele vento animado (a palavra ‚Äúesp√≠rito‚ÄĚ, em hebraico, √© ‚Äúruah‚ÄĚ, traz a ideia de ‚Äúvento‚ÄĚ). Portanto, o Esp√≠rito n√£o √© simplesmente algo de Deus inanimado em n√≥s, mas √© a For√ßa Maior que habita nossa intimidade e nos d√° poder para concretizar nossos sonhos.

Pessoas desmotivadas são desprovidas de Espírito Empreendedor.  Pessoas motivadas e movidas por propósitos bem dimensionados são detentoras do verdadeiro espírito empreendedor: têm visão de futuro, capacidade de planejamento, senso de realização e feeling (modo ou capacidade de sentir e perceber uma situação) para agirem de maneira acertada.

Logo vemos que a motiva√ß√£o 4.0 √© uma motiva√ß√£o conectada ao outro, pois vivemos em rede, onde nada mais ser√° escondido e toda mentira e mal ser√£o desnudados. ¬†√Č um fogo que emana do nosso interior com uma for√ßa disruptiva (cria novos valores e d√° outros sentidos ao que fazemos > Disruptivo: aquilo que chuta traseiros), minando ideias que pareciam solidamente estabelecidas, p. ex: a mudan√ßa na comunica√ß√£o (e nas rela√ß√Ķes humanas) realizada por carta, para as mensagens atuais via what’s app: praticamente se matou a saudade que a dist√Ęncia e a aus√™ncia provocaram.

UM CAMINHO S√ď DE IDA.

Finalmente, a motiva√ß√£o 4.0, assim como as tecnologias modernas seguem um caminho de necessidade e import√Ęncia para a vida no globo, enfim, um caminho sem volta, rumo ao fim ou ao infinito.

Quem está motivado (e inserido nesse novo e vibrante mundo) caminha adiante. Todavia deve aprender a relaxar, aproveitar seus benefícios e evitar os malefícios. Do contrário morrerá de ansiedade, cansaço mental e fadiga corporal.

Quando operamos um sistema robotizado, arquivamos nas nuvens, agimos de modo globalizado pelas melhorias eletr√īnicas, tamb√©m estamos acreditando cegamente nos dados expostos √† tela do nosso aparelho, mesmo n√£o sabendo como isso se procede. Seguindo esse racioc√≠nio podemos, teologicamente, comparar as tecnologias modernas do mundo conectado com o mundo da f√©. Na f√© aprendemos que podemos crer na vida eterna, ponto central do cristianismo, o que seria imposs√≠vel para um descrente ou ateu. Para os crist√£os, pela f√© nos batizamos e nascemos do esp√≠rito para uma vida nova. Pela inser√ß√£o no ventre das novas tecnologias tamb√©m podemos nascer para uma vida nova, desde que saibamos us√°-las com dignidade e amor, n√£o levando ao outro aquilo que n√£o queremos suportar, mas as alegrias que queremos compartilhar.