Fomos chamados pela Comunidade Vida, para participarmos como palestrante e conferencista no Seminário da Família. Nosso tema foi “Descobrindo o Poder de Ser Feliz” e o subtema “Um olhar para dentro, uma força para fora”. Essa igreja anualmente realiza o seminário, conforme relatam os pastores Danilo Castro e Rizia Castro, referendados pelo Bispo Mário Porto. 

Encontramos um ambiente muito bem preparado e acolhedor, ou seja, FAMILIAR. A programação intensa de dois dias fez com que os participantes realmente se envolvessem com a temática. A pergunta feita logo de início pelo Professor Ainor Francisco Lotério, “Você se acha uma pessoa realizada e feliz?” levou o público a uma reflexão: são os bens? o emprego? a religião? um objetivo atingido? a compra de um novo bem? ver alguém se dar bem? obter uma remuneração maior? ganhar um prêmio? Afinal, o que faz você se sentir feliz?

Veja mais vídeos > Palestrante Ainor no Seminário da Família

A resposta mais forte e unânime apontou para o seio da FAMÍLIA, ou seja, “o que me deixa mais feliz é estar bem com minha esposa e filhos, vivendo bem no meu lar e convivendo em harmonia com todos da minha casa!”.

As respostas não vêm de pronto e não são exatas, pois a vida é uma jornada na qual precisamos recolher todos os momentos vividos e entender que até num tempo de sofrimento pode haver felicidade, desde que o propósito seja justo e promova nossa evolução. Porém, a felicidade não é obtida isoladamente, mas em comunidade, e a comunidade primeira é a família.

Veja também > Pais frouxos, filhos sofredores. Pais firmes, filhos felizes

Precisamos das nossas coisas (nossos bens e viveres), nossos amores (apegos, amizades, ideologias, sentimentos, etc.), sobretudo de um propósito ideal, ou seja, que nos faça gastar a vida em favor não só da nossa realização pessoal (muitas vezes egoísta), mas também em favor do serviço caridoso ao outro. Não é isso que fazem as mães, os pais e todas as pessoas que vivem um grande amor?

“Falamos de ‘um grande amor’ como um poder que temos para conviver com todos. Não se trata de amar enquanto podemos tirar proveito ou lucro, mas enquanto estivermos caminhando por um caminho de verdade e vida”, diz o Prof. Ainor. Para ele ainda, toda família precisa promover um olhar para dentro do lar para reconhecer suas mazelas, conflitos e pontos fracos. E, após isto ser feito, então ela se fortalece na verdade e se percebe mais potente para enfrentar o mundo de fora, conforme podemos visualizar no vídeo (realizado com os presentes) abaixo:

É assim que ela aumenta as suas chances de não deixar as forças chamadas de “mundanas” agirem com tanta força em seu interior.  Essa recomendação foi apresentada no sentido de fazer os casais e familiares entenderem que é fácil olhar a sua volta e descobrir o que está errado, porém, mais necessário é olhar para dentro e descobrir nossos próprios erros, acertos e potenciais imensos a serem explorados.

Além disso, necessário se faz olhar para fora, para o centro da comunidade e educar os filhos para ela. “O egoísmo enfraquece o espírito, mas a solidariedade, a caridade e a generosidade são pilares para a felicidade”, comenta o professor.

Nesse ato de olhar para dentro, devemos procurar descobrir como vivíamos e como estamos vivendo nossos dias em casa, no trabalho, nas ruas, nas redes sociais, na fé, nos negócios?

Há muito mais às soltas, porém, um novo modo de ser é possível, desde que se lance mão de pensamentos positivos, palavras pensadas e ações voluntárias nessa aproximação entre família e comunidade, como o faz a Comunidade Vida, através de formação dos pais e filhos para o fortalecimento familiar.

Leia + Família, os Pilares da Vida

A Família é uma unidade social que enfrenta uma série de tarefas na formação dos filhos e não deve ser mantida como “um local de sofrimento”, como muito se vê, onde o casal pouco se dedica a dialogar de frente.

Para resolver seus conflitos e viver aquele amor prometido um ao outro após se conhecerem e jurarem compromisso, é preciso agir com propósito cristão, “assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe” (Mt 19:6).

A Família é uma “Arquitetura Divina. Como é bonito viver em uma família, como é bonito viver a vida no amor. O pai, a mãe, os irmãos a família… É um projeto de Deus Pai o Criador” (música de Vera Lúcia cantada em momento de reflexão no seminário).

Essa frase de domínio público diz “Eu não escolhi minha família, mas ela escolheu me amar incondicionalmente e eu quero retribuir esse amor todos os dias”. Portanto, necessário se faz criar um momento para o “dever de sentar juntos e conversar”, além do comer e beber. É importante na família falar de vida e saúde, evitando o consumismo, iniciar e terminar as refeições com orações e, sempre que possível e sem ser repetitivo, relembrar momentos marcantes.

Finalmente, na Família e na Igreja do Senhor devemos nos sentir protegidos, circundados, conduzidos e guiados pelos amigos de Deus e não pelo mal!

Confira nossos trabalhos realizados com temas para toda a família > Palestra e artigos sobre Família

Mais informações: Pra. Rízia Castro (98) 9 8191 4310; Pr. Danilo Castro (98) 9 8134 8314; Bispo Mário Porto (98) 99163 4399; Danielle Castro (98) 9 82173182.
Seiva DG (47) 3365 0264 | What’s app (47) 9 9976 4211.