Buscando sempre o pleno desenvolvimento da coisa pública através de formação para os servidores, o Palestrante Ainor Francisco Lotério se dedica na arte e virtude do bem comum desde muito cedo. Marcado por uma experiência de aprendizado e estudo como servidor e comunicador, o interesse e cuidado com o serviço público acompanham a sua história e proporcionam momentos únicos de motivação e comprometimento como aconteceu em Siderópolis, SC.

Promoção da saúde mental do servidor público pela renovação dos sentidos, este foi o tema da palestra de motivação humana reflexiva que o Palestrante ministrou para os servidores públicos do município de Siderópolis, SC.

Confira mais vídeos relacionados > Palestra com Ainor Lotério em Siderópolis (SC)

Entrando no ambiente com uma bicicleta japonesa, o Palestrante falou sobre aquilo que não podemos comprar numa bicicleta, ou seja, o equilíbrio. Tudo o mais que necessitamos numa bicicleta para andarmos o dinheiro pode comprar. Porém, a capacidade para andar de bicicleta precisa ser desenvolvida pela própria pessoa. E isso se consegue tentando, caindo e levantando, até se tornar um hábil ciclista. Do mesmo modo, tudo o que temos em nossa vida e que realmente segue conosco não é comprado, mas adquirido com esforço, doação e muita determinação. Desse modo, a relação entre saúde mental e saúde corporal foi sendo demonstrada durante toda a palestra.

O que seria então a saúde mental do servidor público?
De acordo com a Organização Mundial da Saúde, “saúde mental é um estado de bem-estar no qual o indivíduo é capaz de usar suas próprias habilidades, recuperar-se do estresse rotineiro, ser produtivo e contribuir com a sua comunidade”.

Leia + 🏅 Motivação no Serviço Público: Podemos motivar os outros?

Para o Prof. Ainor Lotério, a SAÚDE MENTAL seria um diálogo com a mente e o corpo para resolver ansiedades e angústias. Sugere que se coloque essa tríade na prática: ALIMENTAÇÃO certa e mais água, COGNIÇÃO (querer aprender, estudar mais e fortalecer o conhecimento) e MOVIMENTAÇÃO (exercícios físicos fazem bem não apenas ao corpo, mas à mente).

Quem trabalha no serviço público percebe que devemos ter confiança e darmos crédito um ao outro, para um trabalho em equipe que seja mais eficaz. Nota também que dependemos de muitas pessoas para desempenhar nosso trabalho. Isso pode gerar em cada servidor muitas contrariedades e até conflitos, ainda mais que sempre há um processo eleitoral ou outro tipo de crítica ou disputa político-eleitoral que desgaste as relações humanas.

É preciso criar e manter bons relacionamentos no ambiente de trabalho e junto à execução das políticas públicas. Dessa forma, é possível resolver ansiedades, angústias, conflitos e neuroses relacionadas com as atividades construindo ambientes de boas relações e não paredes que favoreçam o isolamento e a exclusão.

Mais informações: Jesieny Bonassa (48) 3435 3299 | (48) 9 9851 1010.
Seiva DG (47) 3365 0264 | WhatsApp (47) 9 9976 4211.