Por Ainor Francisco Lotério

O mercado de trabalho atual, constantemente alterado pela irrupção das novas tecnologias, exige dos profissionais mais do que habilidades ou competências específicas ligadas à sua área de formação. Hoje se faz necessário desenvolver algumas atitudes que vão potencializar e trazer um diferencial para a carreira profissional de cada um.

É preciso ter em mente que algumas atitudes que são tomadas no dia a dia guiam o profissional na direção do aperfeiçoamento técnico, ético, coletivo, de modo que faça a diferença por onde passa. Essas atitudes são motivadas por uma disposição interna ou por uma circunstância determinada do mercado (inovação, desemprego, mudanças etc.).

Veja também
👉 Como motivar a sua equipe hoje 
🚀 Os 7 benefícios de uma palestra motivacional

Com as exigências por habilidades e competências cobradas pelo mercado atual, resolvemos elaborar cinco dicas que vão ajudar você a lidar de maneira mais firme e feliz com as dificuldades encontradas na vida profissional. Buscando simplificar um pouco esse processo de construção do conhecimento, destacamos abaixo algumas atitudes que vão direto ao ponto. São elas:

  1. Não se engane: se o que você faz não tem sentido, pare e dê um novo rumo a sua vida profissional!
  2. Siga evoluindo em seus resultados, organize-se e estabeleça metas, pois o mercado não tem pena e cobra sem cessar!
  3. Não ocupe a cabeça com assuntos que causem dores desnecessárias e apresente soluções positivas onde outros enxergam apenas negatividades.
  4. Invista em seu conhecimento a fim de melhorar seu poder de execução para não transformar a esperança em desespero!
  5. Exija muito de ti antes de culpares e exigires dos outros, pois uma equipe deve ser a soma de bons “EUs”, e não um esconderijo para incompetências!

O mercado é como a rosa, perfumado e com espinhos, e insiste em nos alertar sobre a necessidade de desenvolvermos algumas atitudes que vão causar toda a diferença na edificação da carreira profissional.

Atitudes edificantes dão encanto próprio e particular, enriquecendo nossas ações com energia pessoal e profissional, de forma que as equipes se fortalecem com nossa presença.

Confira abaixo uma breve descrição das atitudes que mencionamos acima:

Atitude 1:  Mantenha o foco na potência do seu trabalho.

Direto ao ponto: Não se engane: se o que você faz não tem sentido, pare e dê um novo rumo a sua vida profissional!

Visão romântica: O trabalho deve ser encarado como uma oportunidade de se elevar. Por isso, olhe sua profissão como um espelho que reflete sua realidade futura.

Profissionais adaptados aos tempos atuais encaram com otimismo as dificuldades contemporâneas, têm fé e convicção naquilo que têm em suas mãos. Sabem que dão o melhor de si em todas as tarefas que assumem, e que uma atitude tomada hoje pode trazer bons resultados no futuro.

Vemos profissionais mais experientes sendo ainda referência aos mais novos. Penso que isso esteja ocorrendo por terem entendido o potencial dos seus atos no agora, além de investirem constantemente no seu potencial de futuro.

Atitude 2: Cultivar o fruto em solo fértil.

Direto ao ponto: Siga evoluindo em seus resultados, organize-se e estabeleça metas, pois o mercado não tem pena e cobra sem cessar!

Visão romântica: Com a velocidade das mudanças vivenciadas hoje, seja no trabalho, na vida pessoal e no mundo, precisamos entender que é preciso cultivar um solo fértil no interior de cada um. Onde há um espaço para o plantio de atitudes, posturas e posicionamentos que vão crescer e desabrochar na evolução da conduta ética e moral. Isso é como uma semente que lançada ao solo, transforma-se e evolui até produzir uma nova planta e um novo fruto. Logo, o fruto é sempre a busca definitiva lançada ao solo do presente. É a busca por melhores resultados, a busca por capacitação, a busca em ser um profissional e uma pessoa melhor.

O fato é que quem deseja continuar no mercado precisa se capacitar para as exigências conjuntas dele. Há muito por se fazer para se reduzir os desperdícios e as necessidades de capacitação profissional. Não corra muito, porém, não pare jamais!

Atitude 3: Conciliar o pensamento e a prática e agir com precisão.

Direto ao ponto:  Não ocupe a cabeça com assuntos que causem dores desnecessárias e apresente soluções positivas onde outros enxergam apenas negatividades.

Visão romântica: Agir com a cabeça livre é pensar com a mente sã, idônea, ligada fortemente ao seu compromisso profissional. Uma cabeça livre tem a capacidade de pensar melhor, de abastecer as próprias mãos de qualidade e quantidades, de modo que atendam mais facilmente às necessidades da equipe ou dos liderados.

Conheça primeiramente o tamanho da demanda para depois colocar em suas mãos os recursos necessários para atende-la. Seja sempre precavido em conhecimento (mente) e em materiais (mãos). A conciliação entre o pensamento e a prática é como as asas de um avião, o mesmo não pode alçar voo caso uma das asas esteja danificada. Assim também é com a nossa vida, o casamento perfeito entre o pensamento e a prática melhora nossa capacidade de percepção do mundo que nos cerca e otimiza nossa habilidade na resolução de conflitos. 

Atitude 4: Apresentar as mãos cheias de capacidades e esperanças.

Direto ao ponto: Invista em seu conhecimento a fim de melhorar seu poder de execução para não transformar a esperança em desespero!

Visão romântica: Todo profissional de mão-cheia busca a perfeição e o que não cabe na mediocridade, se esmera em vencer obstáculos no seu ambiente de atuação, pois deseja sempre ofertar a mais elevada qualidade, sem se perder na quantidade.  Possui capacidade que gera esperança, um sentimento de que o amanhã poderá ser melhor do que o hoje. Como suas mãos estão sempre cheias mesmo em tempos difíceis, é fácil lhe dar crédito quando os tempos são desgastantes e críticos, pois suas mãos são cheias, competentes e limpas. Mãos cheias de capacidades e esperanças sabem distribuir, exigir e receber.

Esse é o diferencial de todo aquele que assume um compromisso ético com a vida. Sua postura na vida pessoal é refletida no ambiente profissional. A capacidade de estabelecer um diálogo na família e com amigos, torna-se uma forte ferramenta quando aplicada no ambiente de trabalho. A esperança cultivada em ambientes que não seja o profissional, torna-se no trabalho em um otimismo que traduz os obstáculos em instrumentos de edificação.

Atitude 5: Somar o querer ético de todos na equipe.

Direto ao ponto: Exija muito de ti antes de culpares e exigires dos outros, pois uma equipe deve ser a soma de bons “EUs”, e não um esconderijo para incompetências!

Visão romântica: Trabalhar em equipe é somar o querer ético de todos, não as espertezas anormais de cada integrante, onde um é jogado contra o outro. Isso nós vamos deixar para as novelas, pode ser?

O meu querer só é poder quando ajo de maneira ética e respeitando quem está ao meu lado. O meu saber só é saber quando traz luz para o caminho de toda equipe, quando tomamos o conhecimento que temos nas mãos e aplicamos sobre ele princípios e valores que regem a conduta humana. Somar o querer ético é fazer o sol brilhar para todos, trazendo energia e claridade ao ambiente das escuras crises.

É bom saber que o ser humano é mais forte no trajeto da verdade. E verdade se faz com ética, ou seja, a análise das razões que ocasionam, alteram ou orientam a sua maneira de agir. 

Links relacionados
🗣 Como melhorar o atendimento e aumentar suas vendas
💡 Motivação 4.0: para expandir a consciência e melhorar os resultados

Considerações finais.

Os tempos atuais nos apresentam dificuldades profissionais até em demasia, mas quem é portador de atitudes adequadas para cada situação, sabe o que fazer para ir direto ao ponto.

Percebemos que numa crise (como a que estamos vivendo) muita gente sucumbe e se perde, à vista de armadilhas que os especuladores do mercado armam “pra cima” daqueles que agem com certa dose de inocência.

Então, para não cair em armadilhas, comportar-se de acordo com a exigência de cada caso, agir ou reagir na medida certa, que tal pôr em prática estas atitudes edificantes?

Agora é com você!