Ainor Francisco Lotério

Empatia Compassiva e Ação Cooperativa

imagem ilustrativa para representar a empatia

Para falarmos em empatia e cooperação para o trabalho em equipe, antes de mais nada, é preciso estar atendo ao outro. Quem deseja que outros sejam felizes e se desenvolvam plenamente como seres humanos deve praticar a empatia e a inteligência cooperativa. Todavia, é necessário entender que não há verdadeira cooperação com o outro da mesma equipe se não agir com compassividade*.

Todas as pessoas prezam por serem amadas, mas o que as faz sentir bem, na realidade, é amar. E parte do que nos faz sentir mais amor pelos outros é fazer coisas gentis e compassivas por eles. Isso é o que nos diz a regra da reciprocidade: fazer ao outro o que queremos que façam a nós e não levar ao outro a dor que não queremos nem desejamos sofrer. Deve-se fazer isso sem interesse de benefício pessoal. Pois o objetivo real está em melhorar nossa rede de relacionamentos e promover o sorriso e a vida de qualidade no ambiente onde vivemos e trabalhamos.

Veja também 👇
Curso de Desenvolvimento Humano com Empatia Compassiva e Ação Cooperativa

A boa notícia é que, se você não costuma se enxergar como alguém dotado de muita empatia, estudos mostram que esse é um hábito que pode ser cultivado. Portanto, “há empatia compassiva, quando o sentimento é traduzido em ação” (Valeria Sabater – psicóloga licenciada – Universidad de Valencia).

Compreenda o significado de Empatia Compassiva

Empatia compassiva significa ser capaz de dar ajuda útil àqueles que estão próximos a nós. No entanto, nem sempre conseguimos ver esse amigo, membro da família ou colega de trabalho que precisaria de suporte ativo em um determinado momento. Em alguns momentos podemos ver, é verdade, mas às vezes, não sabemos muito bem como agir.

A pessoa empática é aquela capaz de compreender a realidade emocional do outro diante de si. Contudo, apenas compreender não basta, é preciso fazer algo de concreto. Quando alguém entende nossa realidade emocional é muito bom. No entanto, é ainda melhor não ficar sozinho no sentimento e na mera intenção. O que mais apreciamos é uma empatia compassiva capaz de agir, de fornecer apoio ativo, de ajudar, enfim, cooperar conosco. Pois assim é que se desenvolve a empatia e cooperação para o trabalho em equipe.

imagem para representar o equilíbrio entre o coração e o intelecto

Falamos dessa dimensão onde não ficamos sozinhos com o sentimento que compreendemos, mas a emoção que conectamos. O nosso coração (entendido como mundo interior) é capaz de ser movido na direção da necessidade do outro ou do grupo. Referimo-nos à ação de quem se compromete e decide ajudar. Ou seja, aquele que se atreve a mudar a realidade do outro para conferir apoio, carinho e autêntico bem-estar.

Um dos segredos dessa vida é entender que estamos neste mundo por algo mais do que o nosso bem. O ser humano está aqui também para ajudar, para que cada um de sua trama e disposição particulares faça dessa realidade um lugar mais nobre e belo. No entanto, vamos encarar, às vezes custa.

* Aquele que possui ou demonstra compaixão; compartilha dos sofrimentos alheios e se alegra com os sucessos dos outros. [nota do autor].