Um momento de descontração, alegria e educação. Foi assim que fizemos a brincadeira de pernas de pau com os alunos da Escola Prof. Abalor Americo Madeira, em Camboriú/SC. A professora Elisandra Huebes está desenvolvendo o Projeto: A Cultura indígena, seus jogos e suas brincadeiras, incluída na disciplina de Educação Física. Trata-se de um projeto cultural-educativo com as crianças que vem causando ótimo impacto no ambiente escolar e no envolvimento das famílias. Dessa forma, além da aprendizagem intelectual também ajuda a desenvolver a coordenação motora (equilíbrio, destreza, interação grupal).

Veja as postagens da professora sobre esse momento:

Finalizamos a aula em um grande círculo com o Prof. Ainor
Projeto: A cultura indígena, seus jogos e suas brincadeiras

Sobre o momento com os alunos

O Prof. Ainor Francisco Lotério fez uma apresentação teórico-prática da perna de pau. Em seguida, partiu para o envolvimento das crianças, onde todas tiveram a oportunidade de experimentar a brincadeira. Nesse sentido, é possível identificar esse momento como uma aula ludopedagógica, onde o brincar foi encarado com foco na educação. (Conheça mais sobre Ludopedagogia, a arte de ensinar).

Ainor Lotério sempre se utiliza de instrumentos culturais, como a perna de pau em suas palestras:

Ainor Lotério Entrando de Pernas de Pau – Cooperjovem – EEB Abel E. de Aguiar 
Palestrante Entrando de Muletas (perna de pau) na Palestra para Jovens (Ainor Lotério)

A perna de pau é um tipo de instrumento rústico, uma espécie de membro artificial destinado a possibilitar a locomoção de um modo diferente.

Também, uma perna de pau pode ser interpretada como um desajeitado ou jogador com pouca habilidade. Todavia, aqui se dá é o sentido do novo olhar, da interação humana, do espírito de liderança que deve se iniciar cedo nas crianças. Assim, o brincar com pernas de pau na infância faz parte de muitas culturas.

Muito antes de começar a entrar nas palestras com pernas de pau o Prof. Ainor já brincava na infância. Segundo ele, “já brinquei muito com meus onze irmãos e irmãs, na comunidade rural de Campestre, Vidal Ramos-SC, com pernas de paus de diversos modelos”.

Mais informações: Professora Elisandra Huebes (47) 99633 3894.
Seiva DG (47) 3365 0264 | WhatsApp (47) 99976 4211.